terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Sobre a vida

Pensando sobre a vida, a vida não é certa, não é errada, não é perfeita, nem imperfeita, a vida é. 
A vida é sua, você faz o que quiser com ela, você pode ser o herói, você pode ser o vilão, você pode ser a vitima, pode ser o cara que da a volta por cima ou não, mas a sua vida é sua e de mais ninguém.

Quando a gente é pequeno os adultos passam pra gente que o ciclo da vida é, ter que estudar, entrar na faculdade, terminar a faculdade, consegui um emprego, casar, ter filhos, com sorte você pode ate viver o suficiente pra ver os netos e um dia você morre e acaba a historia. Isso é assustador, você ta no inicio da viagem e já ti falam como vai terminar e não parece um final feliz. Mas não é só isso, essa é uma forma muito simples de sistematizar a vida, o ser humano é uma criatura tão complexa e cheias de vontades, que não é só isso. 

Cada dia é valido, cada choro, cada riso, cada dia de preguiça, isso é vida, é lógico que você pode querer mais, mais adrenalina talvez, mais poder, sucesso, isso é de cada um, a questão é que isso esta em suas mãos. No meu ver a vida sempre vale a pena, acredito no ditado de enquanto estiver respirando há esperança, porque em quanto você respirar, você pode mudar se não o mundo, o seu mundo, fazer acontecer, e digo mudar se você quiser, se não quiser, se ta bom do jeito que ta, então deixa como esta. Mas se não estiver, viva, faça algo.

Nos somos responsáveis pelas nossas vidas, por mais que se deseje colocar a culpa no outro, no fundo sabemos que escolhemos, escolhemos fazer ou deixar de fazer, escolhemos acomodar ou lutar, chega uma hora que se você quer mudar é preciso parar de colocar a responsabilidade em outra pessoa, seja os pais, namorado, caso, filhos, trabalho, é necessário assumir a escolha feita e se necessário mudá-la.

A vida não é justa, nem injusta, ela é a vida, o que é necessário, é vive-la.

Um comentário:

D'Lara disse...

Sobre a vida ... Que tema complexo kkkk
De fato, a gente já nasce meio que o caminho "marcado", e quando tentamos
quebrar essas correntes começam as tretas malignas.
Ultimamente tenho tentado não me preocupar e viver um dia de cada vez.
mas realmente é complicado, quando o mundo já colocou nas suas costas a
responsabilidade de fazer tudo bonitinho de acordo com o plano.